Cigarro

Stevia para parar de fumar ajuda?

No Brasil, ela é muito utilizada como substituto natural do açúcar refinado e está associada a um tipo de terapia antitabagismo. A estévia (Stevia rebaudiana) é uma planta da família do crisântemo, originária do Paraguai, e é o tema de hoje. Stevia para parar de fumar ajuda? Vamos ver!

A função da Stevia enquanto tratamento contra o cigarro se daria por seu efeito no cérebro relativamente parecido com a nicotina.

Uma ação rapidamente aproveitada pelo organismo, que levaria à redução significativa dos “poderes” da nicotina. O que, por sua vez, faria com que a abstinência ficasse muito mais suportável. Assim, seria possível superar as etapas iniciais do abandono do vício.

Utiliza-se a estévia para parar de fumar porque ela seria capaz de prolongar a presença da dopamina em nossa corrente sanguínea, proporcionando uma sensação de prazer por mais tempo.

Portanto, ao parar de consumir tabaco, um fumante não sentiria tão fortemente os sintomas da síndrome de abstinência, pois o organismo ainda poderia contar com o maior efeito da nicotina. Ou seja, a planta teria o poder de anular a ânsia pelo cigarro.

E como usar a Stevia para abandonar o fumo?

O recomendado é mascar uma folha fresca de Stevia, caso você tenha acesso a ela, quando sentir vontade de fumar um cigarro. Outra forma, se você não conseguir a planta, seria colocar um pouco do adoçante estévia sob a língua sempre que desejar o tabaco.

No entanto, a recomendação é que seja um produto 100% Stevia. É preciso prestar atenção às versões líquidas, uma vez que elas geralmente trazem mais mudanças na composição.

Há referências na internet também sobre a ingestão de quatro folhas de manhã e quatro à tarde, ou seja, no máximo oito folhas de Stevia por dia, inclusive em sua versão seca.

Já o pó seria no máximo 1 colher de sopa diariamente. Entre as formas de consumo estão: adicionar a estévia aos sucos, sopas, saladas etc.

A ideia dos defensores da Stevia para parar de fumar é que, com o tempo, a quantidade diária dela diminua, até a pessoa não consumir mais o adoçante natural, a planta e, muito menos, os cigarros.

Especificamente no caso do adoçante Stevia, ele ainda levaria a vantagem em relação a um dos maiores medos de quem pensa em deixar de fumar: o de ganhar peso, já que o produto, originalmente, é feito para substituir o açúcar e favorecer o emagrecimento.

Importante: o conteúdo deste post tem função de informar. Apenas um médico ou nutricionista pode decidir o que é melhor para cada pessoa e prescrever tratamentos ou dietas de acordo com a situação específica.

Stevia ajuda a parar de fumar?

Mesmo que em certos casos ela ajude, não há dúvidas de que é preciso encontrar maneiras de lidar com o fim do vício; contar com auxílio psicológico, entre outros especializados e atuantes em diversos aspectos.

Tudo indica que usar Stevia para largar o cigarro é uma das armas, mas não garante a vitória. A planta acaba sendo empregada devido sua facilidade de uso e por, aparentemente, não provocar grandes agressões ao organismo – pelo menos é nisso que muitos acreditam.

E quando o objetivo é ficar livre de um vício tão complexo de resolver, quanto mais ajuda melhor, não é mesmo? Normalmente, quanto mais tempo de tabagismo uma pessoa tem, mais difícil é a missão de dar adeus ao fumo, especialmente quando a tentativa acontece sem nenhum acompanhamento médico.

A força de vontade é um fator extremamente importante para abandonar de vez o cigarro. Além dela, é preciso experimentar soluções, métodos, terapias, tratamentos, enfim, buscar informação de qualidade. Fale com seu médico sobre os melhores recursos disponíveis atualmente para vencer você também a luta contra a dependência do cigarro.

Boa sorte! E até breve…